ARQUIVO 1

Dr. Pessoa autoriza licitação para obra de rebaixamento da Avenida Miguel Rosa

O projeto é necessário para desafogar o trânsito e melhorar a mobilidade urbana em uma das principais vias da cidade

01 de abril de 2023, às 16:55 | Editoria de Municípios

O prefeito de Teresina, Dr. Pessoa, assinou, nesta sexta-feira, a autorização de licitação do rebaixamento da avenida Miguel Rosa no cruzamento com a Avenida Frei Serafim, Centro de Teresina, obra que será conduzida pela SAAD CENTRO (Superintendência das Ações Administrativas Descentralizada), com apoio da SEMPLAN (Secretaria Municipal de planejamento e Coordenação). O projeto terá o investimento de R$ 24.789.323,60 (vinte e quatro milhões, setecentos e oitenta e nove mil, trezentos e vinte e três reais e sessenta centavos).

O rebaixamento da avenida Miguel Rosa é uma obra necessária para desafogar o trânsito da região e melhorar a mobilidade urbana, considerando que se trata de uma das principais vias da cidade. A obra será executada de modo a garantir a preservação do patrimônio histórico.

“Essa obra estava no meu plano de governo, era um projeto que vinha se arrastando há 30 anos e nunca havia sido executado, e com apoio de minha equipe, em especial o secretário João Henrique, estamos tirando do papel. O rebaixamento da avenida Miguel Rosa é um projeto grandioso e vai revolucionar a mobilidade urbana da cidade de Teresina. Por isso, nossa gestão, por meio da Semplan e da SAAD Centro, não medirá esforços para executar essa obra da maneira mais célere possível”, declarou o prefeito.

O superintendente da SAAD Centro, Roncalli Filho, explicou que o próximo passo será a licitação para contratação da construtora que vai executar a obra. O rebaixamento deve ser concluído em um período de 365 dias.

"Hoje é um dia histórico para Teresina. Uma obra esperada há mais de 30 anos e que o prefeito Dr. Pessoa vai tirar do papel. O investimento é de 24,7 milhões de reais e o prazo de execução é de 365 dias. Será um rebaixamento de 315 metros que, com certeza, vai desafogar o trânsito na região central e vai dar mais mobilidade urbana. Queremos deixar claro para a população de Teresina que só assinaremos a ordem de serviço, ainda no primeiro semestre, quando tiverem rotas  alternativas, desvio de tráfego bem definido e sinalização bem definida, a fim de minimizar os transtornos causados à população. É uma obra esperada há muito tempo, e só quem tem a ganhar é a população de Teresina", afirmou Roncalli Filho.

O secretário Municipal de Planejamento, João Henrique Sousa, destacou a iniciativa do prefeito Dr. Pessoa ao tirar do papel uma obra importante para a cidade. 

“É uma obra importantíssima. Quando eu era ministro dos Transportes, olhava para a avenida Miguel Rosa e sabia que um dia teria que ser feito o rebaixamento, felizmente, o Dr. Pessoa abraçou a obra e a incluiu na estrutura de recursos do Banco do Brasil e hoje autoriza a licitação da obra. Então, para mim é uma alegria muito grande poder dar o primeiro passo nessa monumental obra”, ressaltou.

A prefeitura iniciou o trabalho de campo em 2022, com o serviço de sondagem em quatro pontos do cruzamento das avenidas Miguel Rosa e Frei Serafim. As equipes fizeram a perfuração do solo e realizaram os trabalhos de topografia, além do levantamento topográfico com uso de drones, que possibilitou o mapeamento de grandes áreas em curto espaço de tempo.

Em 2022, a Secretaria Municipal de Planejamento apresentou o projeto ao IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional).

Segundo Roncalli Filho, a obra vai garantir a preservação do canteiro central da avenida Frei Serafim.  

“Nossa intenção é preservar os prédios históricos e os canteiros da avenida Frei Serafim que, primeiramente. será usado como desvio de tráfego e, futuramente, será alargado, para dar mais acessibilidade e mais mobilidade urbana aquela área”, pontuou o superintendente da SAAD Centro.

A obra de rebaixamento da avenida Miguel Rosa será custeada com recursos obtidos junto ao Banco do Brasil, no montante de R$ 500 milhões. O valor oriundo da operação de crédito será investido em ações de diversas áreas da administração, como obras de infraestrutura, saneamento básico, drenagem e mobilidade urbana.

O projeto terá o investimento de R$ 24.789.323,60


REDES SOCIAIS

VÍDEOS MAIS VISTOS